Gastronomia Pizza nostra de cada dia
pizza indo ao forno a lenha

Pizza nostra de cada dia

Conhecida como o prato mais tradicional de São Paulo, a pizza também tem suas variações. Escolha a sua: pode ser vegetariana, em pedaço, em forma de cone ou calzone, no sabor que imaginar!

As pizzas mais tradicionais e os novos formatos e sabores que estão surgindo

Apesar da rica e variada oferta culinária encontrada em São Paulo, se você perguntar a um paulistano qual a comida típica da cidade, ele responderá imediatamente: “Pizza!”. A intensa imigração italiana nos séculos XIX e XX deixou uma herança gastronômica muito forte na cidade, repleta de cantinas e pizzarias, especialmente nas regiões do Bixiga e da Moóca, onde não é raro ouvir expressões em italiano nas ruas.

Os paulistanos prezam tanto a sua pizza que até criaram um dia especial para ela, comemorado em 10 de julho. E dizem ter a melhor pizza fora da Itália – ideia reforçada até pelos próprios italianos que visitam o país.

Opções não faltam em São Paulo para quem quer comer “la vera pizza italiana”, que vão desde as tradicionais cantinas, com toalha de mesa xadrez e a “tarantela” nas caixas de som; até as pequenas pizzarias de bairro e telepizzas, para quem não quer sair do conforto de casa.

Como a criatividade brasileira também encontra espaço na gastronomia para experimentações, há opções para quem quer testar novos sabores e formatos. O calzone, variação mais tradicional, consiste em um disco de massa igual à da pizza, redondo, dobrado ao meio (com formato de meia-lua) e pontas seladas, recheado com diversas opções de queijos, frios e defumados, ao gosto do freguês. Parece um pastel assado e, quando é feito em tamanhos menores, é ótima opção para um lanche rápido e prático.

Outra sugestão para quem está com pressa é a pizza vendida por pedaço, disponível em alguns estabelecimentos da cidade. Você pode escolher pelos diferentes sabores e não precisa comer uma pizza inteira – tarefa difícil especialmente para quem está sozinho e não quer encarar uma brotinho, a tradicional pizza individual de quatro pedaços.

Uma novidade também para os lanches é a pizza em cone. Também feito com massa de pizza e grande variedade de recheios, o que muda mesmo é o formato que, como o próprio nome já diz, é de cone, parecido com um temaki, originário da cozinha japonesa.

Para os vegetarianos, que fogem de presunto, lombo e peito de peru, mas não querem abrir mão de comer sua pizza, hoje em dia é fácil encontrar opções nas mais diversas casas, que costumam oferecer ao menos uma opção de pizza sem carne. Normalmente feita com tipos de queijo acompanhados de legumes (em alguns casos até frutas), as combinações costumam render coberturas saborosas, algumas bastante inusitadas.

Convém tomar cuidado apenas com a quantidade de pedaços ingeridos, já que a pizza, apesar de muito gostosa, é bastante calórica e pouco nutritiva. Mas o que não falta na cidade são lugares para comer uma boa redonda. Escolha a sua favorita e, como diriam os próprios italianos, “Mangia che te fa bene!”

Comentários (1)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assinar newsletter
total