GuiaMais
 Mercado de pulgas e feiras de rua

Mercado de pulgas e feiras de rua

Veja os principais lugares em São Paulo para garimpar objetos e acessórios

É velho, é bom!

Um dos passeios mais divertidos para se fazer aos finais de semana na cidade é visitar os mercados de pulgas, também conhecidos como “feira hippie” ou “feirinha de rua”. Repletos de antiguidades, relíquias e toda sorte de cacarecos. A feiras acontecem aos sábados e domingos em diversos pontos da capital e são uma ótima pedida para exercitar o garimpo e a arte de pechinchar descontos. Os vendedores também são boa fonte de informação para aprender mais sobre os objetos, fatos históricos e cultura local.

Selecionamos aqui as principais feiras, uma maneira bem interessante de aproveitar os dias de lazer!

Benedito Calixto

A feira, uma das maiores e mais famosas da cidade, é conhecida carinhosamente pelos seus frequentadores como “Benê”. Ela reúne antiguidades, roupas e achados, sessões para LPs antigos, praça de alimentação (com shows de chorinho ao vivo), livros e objetos de decoração; e acontece todo sábado na Praça Benedito Calixto, em Pinheiros. Além da feira em si, outras atrações são os bares que ficam ao redor da praça, sempre cheios, principalmente no verão. Praça Benedito Calixto, Pinheiros.

Liberdade

A feira do tradicional bairro oriental acontece aos sábados e domingos. Costuma ser bem cheia e ter, além das quinquilharias típicas de qualquer feirinha, achados interessantes pertencentes às culturas japonesa, chinesa e coreana, principalmente nas lojinhas espalhadas ao redor (como artesanatos em lâmpadas e almofadas).

Os restaurantes da região também têm boas opções – além dos sushis, sashimis e yakissobas que já conhecemos, costumam trazer boas surpresas para os aventureiros de plantão. As barracas também oferecem guloseimas tradicionais, como o doce de feijão. Praça da Liberdade – estação Liberdade do metrô, linha azul.

República

A feira acontece aos domingos, na Praça da República. É a mais “hippie” entre todas, com muitas roupas, bijuterias, artigos de artesanato e comidinhas. Também há muitos artistas expondo seus quadros, que ficam à venda. Praça da República – estação República do metrô, linha vermelha.

MASP

Também aos domingos, é bastante focada em antiguidades, repleta de curiosidades e raridades. Há várias barracas organizadas no vão, bons achados e um charme a mais: fica embaixo do museu, então dá para aproveitar o passeio para ver o que está rolando de exposição bacana. MASP – Av. Paulista, 1578.

MUBE

Também realizada num museu e focada em antiguidades, fica nos jardins do Museu Brasileiro da Escultura, ao lado do MIS (Museu da Imagem e do Som). Além do garimpo clássico e do pit stop no acolhedor jardim, também dá para ver as exposições, sempre interessantes e com foco principalmente em fotografia. Avenida Europa, 218 – Jardim Europa.

Bixiga

Acontece aos domingos na região da Bela Vista (antigo Bixiga), e é repleta de antiguidades e velharias. Tem de tudo: brinquedos, roupas, móveis, discos, livros, CDs, DVDs. Muitos dos expositores são os mesmo da Benedito, que ficam lá de sábado e aqui de domingo. A diferença? A do Bixiga é ‘menos hippie’ e os preços costumam ser mais em conta! Além disso, tem barracas com comidinhas e restaurantes supertradicionais ao redor, já que fica no bairro com forte imigração italiana, cheio de cantinas. Praça Dom Orione, Bela Vista.

Leia mais: O que fazer no feriado?

Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter