GuiaMais
 Super expresso: o favorito do paulistano

Super expresso: o favorito do paulistano

Café é a bebida favorita para o pit stop dos paulistanos

Enquanto em outros lugares do país é comum convidar amigos para tomar um chopinho, em São Paulo a bebida favorita para um encontro informal é o café.

Herança da cultura cafeeira, que impulsionou a economia do Brasil nos séculos XVIII e XIX, se tornando o principal produto de exportação do país à época. Mas não é só seu passado histórico que seria bom papo para acompanhar uma xícara de expresso quentinho. Com tantas opções de lugares para apreciar a bebida na cidade, a razão do encontro acaba ficando em segundo plano. O mais bacana é encontrar um lugar legal de ambiente acolhedor e café de qualidade. Que tal experimentar?

Xícara meio cheia

A região central da cidade conta com dois estabelecimentos para lá de charmosos, com café de qualidade e atendimento atencioso. O Café do Páteo, dentro do Páteo do Colégio, onde a cidade começou; e o Café Girondino, em frente ao Mosteiro de São Bento.

O primeiro, cercado de referências históricas e colado ao Museu Anchieta, é um oásis no centro; tem um jardim, árvore de pau-brasil e até o próprio pé de café. Também tem deliciosos acompanhamentos, como a cestinha de pães caseiros, bolos e tortas; além de servir refeições caprichadas a um preço justo.

O segundo tem ares de café parisiense e ambiente sofisticado. Ótimo lugar para sentar na janela e ver a vida passar no centro, saboreando uma deliciosa xícara de expresso fresquinho escoltado por um brigadeiro bem feito e macio na medida.

Vanilla Cafè, com filiais espalhadas ao redor da cidade, tem um bom ‘conjunto da obra’. Segue a linha de espaço aconchegante, boas opções de docinhos e acompanhamentos, e preços ok. Se o acompanhante não estiver a fim de cafeína, uma boa sugestão é o cremoso chai latte, bebida típica da Índia, com especiarias e de sabor adocicado.

Os clássicos

Havanna, pertencente à rede argentina, também está espalhado pela capital. O diferencial fica por conta do uso do famoso dulce de leche local em diversas bebidas quentes e dos acompanhamentos perfeitos para as formigas de plantão: alfajor e havanette. Outra rede tradicional é a Cristallo, que tem preços um pouco acima da média mas bons docinhos para acompanhar a xícara.

Santo Grão, uma das casas mais conhecidas do gênero, tem seleção apurada de grãos e especialistas para ajudar os interessados.  Com ambiente sofisticado e imponente, segue a linha dos “cafés gourmet”. O Suplicy, também na mesma linha, tem ambiente mais clean e de linhas limpas, com ar mais moderno e contemporâneo. Com baristas sempre a postos e bebida de qualidade, tem preços menos razoáveis mas vale o quanto cobra.

Já a famosa rede Starbucks, que chegou ao Brasil em 2006, hoje é encontrada facilmente nos mais diversos cantos. Seu tipo de café não é dos mais apreciados pelos brasileiros. Mas seu ambiente aconchegante, rede wi-fi e diversas opções de bebidas com café acabam atraindo os moderninhos.

Outra opção para quem quer aproveitar para xeretar livros é procurar os cafés dentro de livrarias. O V. Café, da Livraria Cultura do Conjunto Nacional, e o Il Barista são ótimos para uma parada sem pressa.

O café perfeito

Gostou de saber? Deixe seu comentário!

Relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter