Bem-estar Dieta Dukan: como funciona, benefícios e críticas
homem mensurando a própria cintura como uma fita métrica

Dieta Dukan: como funciona, benefícios e críticas

Saiba tudo sobre a dieta que é motivo de elogios e críticas no mundo inteiro

Imagine uma dieta que você pode comer à vontade. Perfeito, não é mesmo? Com a promessa de perda de até 5 kgs em uma semana, a Dieta Dukan é conhecida mundialmente e é um dos poucos métodos em que não é necessário “passar fome” (desde que se coma os alimentos permitidos). Porém, ainda muito se discute sobre a eficácia desse regime, em curto e em longo prazo, e as consequências para a saúde.

Criado pelo francês, Pierre Dukan, o método já foi testado e aprovado por diversas celebridades, como Jennifer Lopez, Gisele Bündchen e Kate Middleton. Os resultados para emagrecer rápido são inegáveis, porém ainda não há comprovações científicas sobre a dieta e, por isso, não é possível saber a taxa de sucesso em longo prazo. Está interessado em saber mais? Neste post, você vai saber como funciona, os benefícios e as críticas. Confira!

 

Como fazer a Dieta Dukan

pratos de madeiras em cima de uma mesa de madeira com pedacos de salmao frango e carne

A dieta é totalmente explicada no livro Eu não consigo emagrecer”, porém, resumidamente, trata-se da restrição de alimentos em um esquema com 4 fases. Na primeira fase, por exemplo, só é permitido comer alimentos ricos em proteínas (e zero carboidrato). O tempo de duração de cada fase é de acordo com o objetivo de cada pessoa e com quanto peso se conseguiu perder ao longo das semanas.

 

1ª – Fase do Ataque

Nessa primeira fase, só é permitido comer alimentos ricos em proteínas. Confira o tempo de duração na primeira etapa:

– Para perder 5kg ao longo da dieta: 1 dia na 1ª fase;

– Para perder de 6 a 10 kg: 3 dias na 1ª fase;

– Para perder de 11 a 20 kg: 7 dias na 1ª fase.

Alimentos permitidos: carnes magras, grelhadas, assadas ou cozidas sem adição de gordura, kani, ovos cozidos, peito de peru defumado, iogurte natural ou desnatado, leite desnatado, queijo cottage.

Alimentos proibidos: todos os carboidratos, como pão, arroz, macarrão, frutas e os doces.

 

2ª – Fase do Cruzeiro

Na segunda fase, já é possível comer legumes e verduras, porém crus ou cozidos sem água e sal; e gelatina light também é liberada. Deve-se intercalar dias comendo somente proteína (conforme regras da primeira fase) com dias ingerindo proteína mais legumes. Essa fase tem que ser seguida até que se atinja o peso ideal e a velocidade de perda é de 1 a 2 quilos por semana.

Alimentos permitidos: proteínas, tomate, pepino, rabanete, alface, cogumelo, aipo, acelga, berinjela e abobrinha.

Alimentos proibidos: alimentos ricos em carboidratos, doces e frutas.

 

3ª – Fase de Consolidação

A fase de consolidação, a 3ª fase da Dieta Dukan, inicia-se após a pessoa chegar ao peso desejado. Esse período dura 10 dias por cada peso perdido (se você perdeu 10 quilos, deve permanecer por 100 dias). Nessa fase, é permitido comer 1 porção de carboidrato 2 vezes por semana, como arroz integral, macarrão integral ou feijão.

Alimentos permitidos: proteínas, legumes, verduras, 2 frutas por dia, pão integral e queijo.

Alimentos proibidos: arroz, macarrão e feijão mais de 2 vezes por semana e todos as outras fontes de carboidratos. Frutas proibidas: banana, uva e cereja.

 

4ª – Fase de Estabilização

Enfim na última fase, é permitido qualquer alimento. As recomendações são fazer 1 vez por semana a dieta de proteína e 20 minutos de exercícios físicos por dia.

 

Críticas a Dieta Dukan

Como dissemos no início deste post, existem muitas críticas em relação à Dieta Dukan: se há benefícios em longo prazo, efeitos colaterais para saúde etc. Assista ao vídeo abaixo e conheça os principais argumentos contra a dieta:

Para mais dicas sobre dietas e alimentação saudável, consulte um nutricionista perto de você: Encontre nutricionistas no GuiaMais.com 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assinar newsletter
total