Agenda Dicas fáceis para organizar suas finanças pessoais
homem depositando suas moedas em um cofrinho de porco

Dicas fáceis para organizar suas finanças pessoais

Veja como diminuir as dívidas mesmo se estiver desempregado

As dívidas do cartão de crédito e empréstimos estão tirando seu sono? Então, é hora de colocar suas finanças pessoais em dia, o quanto antes, e começar ano sem esse peso nas costas.

Até porque levar as contas deste ano para o próximo pode não ser uma boa alternativa, pois serão somadas as cobranças do IPVA, IPTU e outros impostos. Com isso, sua dor de cabeça pode aumentar ainda mais.

Mas, sem desespero! Apesar de exigir algumas mudanças de hábitos, não é nenhuma missão impossível conseguir se livrar das dívidas (mesmo se estiver desempregado). Confira as dicas que separamos para você:

1- Verifique gastos desnecessários

Principalmente quando se tem pagamentos em débito automático, é comum acumular contas de serviços que nem se utiliza. Por isso, verifique os pagamentos para provedores de internet, celulares, energia elétrica e outros.

2- Faça listas antes de ir ao supermercado

Compre apenas o que é necessário e que esteja na lista de compras, isso ajuda a não cair em tentações.

3- Negocie suas dívidas

Para a negociação ser vantajosa para você, seja honesto com os seus credores. Se não tiver como pagar o débito, mostre que não quer ser inadimplente, mas que precisa que os juros e a dívida sejam menores.

Se não conseguir pagar todas as contas, priorize as que têm maior juros e com bens de valor com garantia.

4- Procure por descontos

O brasileiro já está acostumado a fazer pesquisas antes de comprar e esse hábito de fato funciona, mas outra grande oportunidade para conseguir bons preços são os cupons de descontos. Muito conhecido nos Estados Unidos, os cupons oferecem descontos reais sobre o total da compra. É possível adquirir cupons de desconto de grandes lojas e marcas, como Casas Bahia, Americanas, O Boticário, entre outras. Para encontrá-los, basta acessar sites que reúnem cupons de descontos gratuitos.

5- Troque o carro por transporte público

Os custos do carro são muito mais altos comparados ao uso do transporte público, afinal há as despesas com gasolina e manutenção que geram um alto custo se somados no final do mês.

6- Desempregado? Não dependa do FGTS

Se estiver desempregado, não encare os valores recebidos na rescisão como uma garantia de estabilidade por muito tempo. O ideal é liquidar as dívidas mais urgentes, para diminuir as contas. Enquanto puder, também faça um reserva de dinheiro para usar em casos de emergência.

7- Procure um profissional especializado

Suas contas pessoais viraram uma bola de neve? Procure um consultor de confiança e especializado que irá ajudar a organizar suas finanças pessoais, dando o auxílio e orientação adequada.

Faça cotações com consultores econômicos e de finanças pessoais da sua região: Consultores para economia e finanças

Leia também: Saiba como economizar até 80% em suas compras

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assinar newsletter
total